Proteína do ovo
Saúde e Dieta

Proteína do ovo está principalmente na clara e traz muitos benefícios

Um dos alimentos presentes na rotina das pessoas que estão buscando uma alimentação balanceada, o ovo desperta uma série de questionamentos sobre as suas vantagens. Uma das principais diz respeito à proteína do ovo, capaz de proporcionar uma série de benefícios ao corpo humano.

Mas, antes de entrarmos em maiores detalhes, é muito importante destacar que ovo, sozinho, não vai proporcionar diferenças em seu corpo. É preciso combinar com uma série de exercícios específicos, que podem ser indicados por profissionais especializados.

Variedade de proteína do ovo

Por ter uma composição extremamente rica, o ovo pode oferecer uma série de nutrientes para o corpo humano. Separamos as principais proteínas e o trabalho delas em nosso organismo.

Grande parte das proteínas presentes no ovo estão ligadas a lipídios, que formam as lipoproteínas. Elas são divididas em duas partes: o plasma e a fração granular. Os grânulos reúnem diversas fosfoproteínas, conhecida como fosvitina.

Ovalbumina

Esta é a proteína principal encontrada na clara do ovo. A ovalbumina consiste em 54% de todo o teor total de proteína presente no alimento. Esta substância é ida como uma fonte de diversos compostos bioativos, incluindo a ovocinina e oligopeptídeos.

A ovalbumina se destaca pelas propriedades antimicrobianas, auxiliando o organismo nas suas defesas naturais. Desta forma, o sistema imunológico consegue um grande reforço, visto que também há ganhos notáveis na redução da hipertensão e na atuação como antioxidante.

Proteína do ovo

Ovotransferrina

Também conhecida como conalbumina, a ovotransferrina está presente em um volume de 12% da proteína dos ovos, ela atua principalmente como uma quelante de metais, ligando os minerais presentes no corpo. O ferro e o cobre estão estre os nutrientes mais trabalhados.

Mas não é só esse o trabalho da ovotransferrina. Várias pesquisas apontam que o elemento é um dos principais compostos antimicrobianos presentes na clara do ovo. Dessa forma, o sistema protege a gema de sofrer qualquer contaminação proveniente de bactérias.

Ovomucóide

Outra proteína do ovo que se destaca na composição é a ovomucóide, presente em 11% do conjunto de proteínas do alimento. Ela é composta por 186 aminoácidos, que são altamente eficientes em diversas atividades dentro do corpo. Uma das principais funções é inibir a proteinase.

Entre as outras funções, a ovomucóide também tem capacidade para evitar a tripsina, não deixando com que as enzimas destruam outras das proteínas presentes na clara. Por isso, as alterações de clima e temperatura dificilmente vão deixar um ovo sem os seus principais nutrientes.

Ovoglobulinas

Presente em 10% das proteínas da clara do ovo, as ovoglobulinas G2 e G3 ainda são intensamente pesquisadas. Não é possível apontar a sua principal função. Mas os estudiosos já identificaram que elas trabalham diretamente na qualidade espumante, atuando com vigor na consistência dada à clara do ovo.

Ovomucina

Proteína gelatinosa, a ovomucina está presente em 3% da composição proteica das claras. Composta por frações de tipos insolúveis e solúveis, ela age em momentos diferentes, dependendo do estágio em que o alimento se encontra.

A ovomucina insolúvel está presente na parte densa da clara do ovo, e fica em evidência no processo de fritura, por exemplo. Já a fase solúvel se destaca como principal elemento da camada fina externa, podendo mudar com o tempo. Os níveis da proteína variam de acordo com a forma de armazenamento dos ovos.

Lisozima

Presente em 3,5% da proteína presente no ovo, a lisozima tem uma função extremamente importante na proteção do alimento. Essa enzima impede que haja um avanço das bactérias corrosivas, ajudando a impedir que os ovos estraguem rapidamente.

Esta proteína também é utilizada comercialmente como um forte antimicrobiano. Ela também está sendo analisada como uma excelente opção para a conservação de alimentos, reduzindo as chances de carnes estragadas, por exemplo.

Proteína do ovo

Avidina

É a proteína que está presente em menor quantidade do ovo (cerca de apenas 0,5% da composição). Mas isso não impede que seja fundamental em sua atividade, que é a capacidade de ligar a biotina, também conhecida como vitamina B7. Esta proteína pode ser desativada ao optar pelo cozimento do ovo, visto que ela só está ligando os elementos enquanto o ovo está cru.

Vantagens da proteína do ovo

Ganho de massa muscular

Ao contrário de diversos mitos, o ovo não é um vilão na luta contra a balança. Pelo contrário, ele pode te ajudar a reunir uma maior quantidade de massas magras, tornando o seu corpo muito mais saudável. É um excelente caminho para a criação de novos tecidos, que vão deixar os seus músculos encorpados.

Também vale destacar que as substâncias encontradas no ovo também vão contribuir em sua disposição. A proteína lhe dará mais energia para realização de atividades, fazendo com que o seu treino renda de uma forma constante.

Desenvolvimento do cérebro

Por ser uma excelente fonte de ômega 3, nutriente encontrado nos peixes, a proteína do ovo também auxilia na manutenção do sistema vascular cerebral. As artérias vão funcionar de uma forma mais intensa, principalmente pela presença de colina na composição.

Mas não é só isso: o ovo se destaca contra um importante aliado contra doenças que afetam o cérebro. Consumindo o alimento regularmente, você diminui as suas chances de se deparar com o Mal de Alzheimer, por exemplo.

Ausência de gordura

Ao contrário do que se fala sobre a presença da proteína do ovo na alimentação, a clara de ovo não possui nenhuma gordura. E a gema, com cerca de 5 gramas de gordura, não ameaça a dieta pelo baixíssimo volume. Por isso, você pode consumir o alimento tranquilamente para aproveitar os nutrientes.

Mas é muito importante combinar o ovo com uma dieta balanceada, além de estar sempre de olho nas quantidades. Uma nutricionista pode ajudar a encontrar as quantidades ideais.

Suplementos

Os esportistas sempre optam pela proteína do ovo para a construção da massa muscular. A suplementação regular, unida ao exercício físico constante, garante um ganho de massa muscular extremamente saudável. A albumina, por exemplo, se destaca como principal elemento presente na composição para esta finalidade.

Também é importante destacar que o ovo possui elementos que facilitam a circulação sanguínea, ajudando no combate a doenças cardiovasculares. Mas não se esqueça de sempre consultar profissionais, pois o consumo excessivo de ovo não pode auxiliar nos resultados de maneira esperada.

Gostou de saber mais sobre a proteína do ovo? Reúna estas informações para acrescentar o ovo à sua alimentação e manter o controle das quantidades!

Faça um Comentário!

Clique aqui para postar um comentário