Comer muito ovo faz mal?
Curiosidades

Comer muito ovo faz mal? A resposta vai te surpreender!

Para os que adoram comer aquele ovinho frito ou cozido maroto, uma pergunta pertinente: comer muito ovo faz mal?

Claro que tudo que se come em excesso tem efeito de aumentar a massa corporal, se a alimentação não for acompanhada de exercícios físicos. Mas o caso não se trata apenas de ganho de peso, mas de danos a saúde, o desenvolver de doenças sérias, como problemas cardíacos e outros males, já que não é segredo para ninguém que ovo tem gordura e colesterol.

E a forma como se prepara os ovos contribuem para aumentar esse consumo diário de gordura, o que sem dúvida não deve trazer benefícios.

Por outro lado, nem tudo são más notícias em relação ao consumo desse mantimento. As qualidades nutricionais dessa comida são boas e recomendadas por profissionais da saúde.

Ovo é considerado um sustento nutritivo e já foi feito pesquisa com crianças de até 3 anos de idade onde se verificou que as que se alimentaram com ovos diariamente, desenvolveram menos chances de ficarem subnutridas do que as que não consumiram ovos.

Além de nutrir, os ovos contêm propriedades que beneficiam o organismo humano em outras áreas. Verifica-se que o consumo desses víveres pode trazer ganhos para a pele, memória, músculos e ao sistema imunológico.

Diante desses prós e contras, comer muito ovo faz mal?

É o que responderemos a seguir explicando o que a literatura médica existente versa sobre esse assunto.

Para saber se comer muito ovo faz mal prossiga na leitura.

Comer muito ovo faz mal?

Comer muito ovo faz mal? A gordura e o colesterol

Um fato que pode lhe surpreender ao ler este post sobre se comer muito ovo faz mal, é que o alimento ovalado de casca branca, produzido em larga escala nas granjas, não é um alimento muito gorduroso.

A impressão contrária ocorre devido a oleosidade, o aspecto gelatinoso, mas se conferir a tabela nutricional dos alimentos, nota-se que uma colher de sopa de óleo de coco, oliva, canola ou de amêndoa tem mais gordura do que 100 gramas de ovo.

Uma colher de chá de alguns desses óleos contém 15 gramas de gordura enquanto 100 gramas de ovos contêm 11 gramas.

Usando a mesma porção, cem gramas do nutrimento apresenta 373 mg, inferior ao se consumir a mesma quantidade de carne, como, por exemplo, fígado bovino, que apresenta 392 mg de colesterol.

Ou seja, o bicho não é tão feio como parece. Ovo é um alimento que é composto de gordura e colesterol, aliás, todo alimento de origem animal, contudo não se configura como uma atrocidade a saúde o seu consumo.

Mas tal fato significa que pode-se comer ovo todos os dias? Comer muito ovo faz mal?

O que dizem os médicos?

Se perguntar para um médico, uma nutricionista, se comer muito ovo faz mal, ele irá te responder o óbvio: tudo que se come em excesso tem potencial de provocar estragos a saúde. O que tem que se definir é quanto seria esse “muito”.

É recomendável comer todos os dias ovo? Pelos valores nutricionais apresentados pelo alimento, é seguro dizer que não há problema consumir diariamente essa nutrição, pois a quantidade de gordura e colesterol presente no alimento não oferecem riscos a saúde.

Mas é necessário tomar algumas precauções.

Primeiro que não é recomendável consumir mais de um ovo por dia. Mais do que isso é considerado consumo excessivo, e como já dito, tudo em excesso faz mal.

Outra questão a se levar em conta em relação a comer muito ovo faz mal é se está com a saúde em dia, isto é, não apresenta problemas relacionados com colesterol, problemas cardíacos ou de peso.

Portanto, se a pessoa for plenamente saudável, não há problema ingerir essa alimentação todo o dia. Desde que respeitando as condições mínimas de preservação do bem estar pessoal, não há porque se questionar se comer muito ovo faz mal respeitando essas recomendações.

Comer muito ovo faz mal a dieta?

No começo do texto, indicamos que ovos são considerados alimentos nutritivos, que podem fazer a diferença para impedir a subnutrição. Porém isso significa que é uma refeição altamente calórica? Deve ser evitado por todos que se submetem a dietas para emagrecer?

Não é bem assim. Ovo tem calorias suficientes para ajudar a sustentar uma boa alimentação, contudo não é considerado um dos alimentos mais calóricos.

Voltando a análise de porção de 100 gramas, vemos que tal soma equivale a 155 calorias. O que sem dúvida não é exorbitante.

Outra informação útil é de que esse mantimento contém proteínas que estimulam a sensação de saciedade.

Saciedade é quando o organismo se sente satisfeito com o consumo de comida mesmo se tendo consumido menos do que a carga calórica habitual. É o prolongamento da sensação de sentir-se satisfeito.

Sem dúvida, um recurso que deve ajudar muito, se demonstrar um grande aliado para a meta de redução de peso. Afinal, quanto menos se consumir calorias mais afetará o peso corporal, se combinado com uma carga adequada de treinamentos, de exercícios físicos.

Portanto comer muito ovo faz mal a dieta de ninguém se não consumido em excesso, é bem nutritivo e repleto de substâncias, proteínas que proporcionam vários ganhos.

E por falar em proteínas, vejam quais compõem essa alimentação de origem animal.

  • Vitamina A;
  • Vitaminas do complexo B (na gema);
  • Vitamina D;
  • Vitamina E;
  • Vitamina K;
  • Carotenoides;
  • Luteína;
  • Ácido fólico;
  • Riboflaxina;
  • Zeaxantin.

Comer muito ovo faz mal?

Consumo de ovos em alta

Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Proteínas Animais (ABPA) o brasileiro bateu recorde de consumos de ovos em 2018. Foram 212 unidades por brasileiro.

Um dos fatores para alta do consumo de ovos no Brasil é o baixo custo de produção, que acaba se refletindo no preço baixo comercializado aos consumidores, e a crise econômica. Crise que atingiu muitas empresas, muitos cargos, afetando consideravelmente o orçamento de diversas famílias.

Como se trata de um mantimento de custo baixo, e conforme demonstramos ao longo deste post, nutritivo, as famílias, para manterem por mais tempo o orçamento doméstico, recorreram com mais frequência a compra de ovos para se alimentar. Substituíram a carne bovina, bem mais encarecida, pelos ovos.

Gostou deste conteúdo a respeito de comer muito ovo faz mal?

Então curta, compartilhe.

Seu apoio faz a diferença.

Leia mais de nosso conteúdo.

Faça um Comentário!

Clique aqui para postar um comentário