Ovo é remoso?
Curiosidades

Ovo é remoso? Entenda a definição e veja a resposta aqui

Apesar de seus comprovados benefícios à saúde, ainda há quem pense que o ovo é remoso. Entretanto, antes de tirar essa dúvida, você pode estar se perguntando o que é um alimento remoso.

Fique calmo, por que neste artigo vamos abordar muitas coisas relativas a esse termo. Assim como sua origem, a definição, quais os alimentos são considerados remosos e, claro, a resposta para quem tem dúvidas se o ovo é remoso mesmo.

O uso da palavra e sua origem

Palavra muito usada em diversas regiões do Brasil, ainda mais no Nordeste, a palavra remoso tem origens gregas, uma variação do termo “reima” ou “reuma”. A partir daí ela originou muitas outras, assim como reumatismo.

A questão que a colocou na moda é que as pessoas creem que alimentos remosos podem prejudicar nosso organismo. Embora ainda não seja totalmente comprovado, esqueça essa crença ou sabedoria popular. Para saber se é mito ou verdade, confira os dados que descobrimos até o momento se o ovo é remoso.

A definição de alimento remoso

Claro que não é à toa que andam perguntando se o ovo é remoso. Afinal, esse termo não é comum no dia-a-dia. Então, sabe-se que alimento remoso é todo tipo de produto orgânico que pode danificar o organismo, aumentando o risco de inflamações e até piorando casos em que a inflamação já está presente.

Como prova disso, é fato que esses alimentos sejam associados a problemas de cicatrização. Assim como podemos ver nos processos de recuperação após colocar piercings e fazer tatuagens. Ou seja, depois do serviço profissional, a recomendação é que o cliente evite comer produtos remosos.

Como exemplo simples, a recomendação é feita com base na preocupação com o processo inflamatório ficar pior, devido à sequente cicatrização. Dessa forma, o que preocupa em saber se o ovo é remoso é que, se a inflamação durar muito, a culpa pode ser da má alimentação

No caso de recuperações pós-cirúrgicas, a situação é a mesma. Ou seja, aquela inflamação normal pode virar processo mais prolongado pelas complicações do alimento remoso. Mesmo que você não acredite que o ovo é remoso, procure evitar seu consumo, pois ele pode trazer outros problemas nesses períodos de recuperação.

Ovo é remoso?

Alimentos remosos e as inflamações

A medicina sabe que processos inflamatórios são uma fase necessária e normal para cicatrizar feridas e combater doenças. Da mesma forma que, sem a resposta inflamatória, não teríamos como proteger nosso corpo. Entretanto, assim como a alergia a ovo, inflamações duradouras podem indicar problemas, exigindo análises mais profundas.

De acordo com estudos, inflamações graves podem estar relacionadas ao surgimento de doenças cardiovasculares e até certos tipos de câncer. Dessa forma, é preciso identificar e eliminar tais inflamações o quanto antes.

Alimentos remosos e a cicatrização

Ainda não existem provas de que alimentos remosos prejudiquem o processo de cicatrização. Isso porque esses alimentos costumam ter altas concentrações de substâncias como gordura e proteínas, dificultando a digestão.

Isso quer dizer que o excesso dessas substâncias pode causar diarreia, intoxicações e dores estomacais, embora não prejudicarão a cicatrização. Apesar de ser uma crença comum, alguns alimentos, como camarão e lagosta, produzem substâncias inflamatórias e podem prejudicar processos de cicatrização.

Isso quer dizer que, para produzir as células que auxiliam nas cicatrizações, nosso organismo precisa não apenas de substâncias específicas, como líquidos, calorias e proteínas. Ainda é preciso estar saudável para o processo ser eficaz e rápido. Afinal, alimentos reimosos não têm interferência em relação à formação de novos tecidos.

O ovo é remoso?

É comum a várias pessoas ter vários hábitos alimentares que incluam diversas restrições e tabus. Com isso, os alimentos chamados de remosos acabam entrando na cultura popular. Ainda mais em regiões de alta miscigenação cultural, como africanos, colonos portugueses e povos nativos.

Assim como você pode falar que o ovo é remoso, esse tipo de alimento é aquele que contém “reima”. Ou seja, podem ser os derivados da carne vermelha de porcos, galinhas e patos até a de animais silvestres, como capivaras e frutos do mar.

No popular, são os alimentos que não devem ser consumidos por pessoas que estão com a saúde em risco. Dessa forma temos as pessoas com infecções, lesões e inflamações e pacientes em período pós-operatório.

Isso porque há o risco de piorar os danos no tecido cutâneo, além de intensificar processos inflamatórios e até criar de pus. Mesmo que tais recomendações ainda sejam controversas por parte dos médicos.

Saiba por que o ovo é remoso

De acordo com este antigo tabu alimentar, um alimento remoso é aquele que pode originar alergias e reações diversas. Portanto, ele possui como característica a alta concentração proteína e de gordura. Principalmente os alimentos associados a animais que têm dietas carnívoras.

Com isso, esses animais estão ligados ao consumo de nutrientes em decomposição, o que favorece a presença de agentes como as bactérias. Todavia, mesmo que o preparo desses alimentos destrua bactérias, o processo não remove as toxinas, resistentes a altas temperaturas.

Por esse fato, é comum achar que o ovo é remoso, que faz mal à saúde, apenas analisando a dieta dos animais. Ainda de acordo com pesquisas, essa textura remosa pode estar ligado às condições orgânicas de cada um.

Principalmente em feridas, períodos menstruais e até nos distúrbios do intestino. Voltando à cultura popular, se alguém ingere algo remoso, ela pode estar agravando essas doenças, apenas pela presença dessas diversas substâncias nocivas ao organismo.

Ovo é remoso?

Considerações finais

É possível que muitas pessoas achem que o ovo é remoso apenas pelo fato de ele poder estar podre ou estragado. Mesmo que, em todo caso, ele seria nocivo mesmo para pessoas e pacientes que presam recuperar a saúde.

Entretanto, é fácil perceber quando um ovo está ruim ou sem condições de consumo. Como exemplo, citamos sua textura e até mesmo o cheiro clássico ao quebrar a casca de ovo. Todavia, o problema maior aqui seria a presença da bactéria chamada de salmonela, o que se faz ao evitar comer ovos crus.

Para resolver qualquer problema, profissionais da área de saúde indicam que qualquer ovo precisa ser armazenado em locais adequados. Com toda certeza, o certo é abrigá-los numa geladeira. Em conclusão, se você acredita que o ovo é remoso ou não, lembre-se de que ele é um alimento rico em nutrientes com altos índices de proteínas e vitaminas.

Faça um Comentário!

Clique aqui para postar um comentário